Bom dia!           Domingo 17/12/2017 11:43
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home | Diretoria | Boletim | Associe-se | Fale conosco | Mapa do Site | Webmail               
• 22/11/20017 - quarta-feira

Stap repudia perseguição a Servidor

A Prefeitura abriu sindicância contra o Servidor Everton Souza Araújo, assistente social em atividade no NASF Nova Cidade, alegando participação do mesmo na greve geral de 28 de abril – atividade promovida pelas Centrais Sindicais em todo País.

O Sindicato repudia a ação arbitrária do governo municipal e está acompanhando o desenrolar da sindicância. O objetivo é dar todo apoio que o colega necessitar no campo jurídico.

A perseguição política ao Servidor também foi condenada por outras entidades sindicais e movimentos sociais, além de instituições e pessoas que assinaram uma moção de repúdio.

Leia abaixo:

Moção de repúdio à Prefeitura de Guarulhos

Nós trabalhadores e trabalhadoras organizados repudiamos a ação de perseguição política realizada pela Prefeitura Municipal de Guarulhos que, atualmente, tem como gestor Gustavo Guti do PSB, contra o trabalhador Everton Souza de Araujo, assistente social que está no NASF Nova Cidade.

De maneira autoritária a Prefeitura abriu sindicância contra o trabalhador devido ele ter participado ativamente da greve geral de 28 de abril que ocorreu em todo país. Lamentavelmente usam de motivos fúteis, alegando que ele estava obstruindo a entrada de uma unidade de saúde, quando na verdade estava panfletando carta pública a população e esclarecendo os usuários do serviço sobre a greve geral, fazem isso para perseguir o trabalhador judicializando e tentando construir um processo mentiroso visto a luta que participou.

Essa situação demonstra o momento que vivemos, ele não é o único trabalhador perseguido, outros que não aceitam a retirada criminosa de direitos também estão sendo perseguidos.

Não a sindicância do trabalhador, não a perseguição, a Greve ainda é um direito constitucional democrático. Lutar não é crime.
Nenhum direito a menos!

Pelo arquivamento deste absurdo processo!

Assinam

Associação Cultural José Martí - Baixada Santista
ABEPSS SUL ll
Coletivo Cultural Simbiose Urbana
CRESS - SP
CSP Conlutas
Circulo Palmarino
Coletivo Feminista Ana Montenegro
Diesat - Dep. Intersindical de Estudos e Pesquisas de Saúde e Ambiente de Trabalho
Espaço Cultural Carlos Marighella
Fjad - Torcida Força Jovem AD Guarulhos
Frente Povo Sem Medo - Guarulhos
Fórum Popular de Saúde de São Paulo
Grupo Rosas Periféricas
Instituto Zequinha Barreto
Instituto Sócio Cultural Voz Ativa
Internacional Antifascista
Juventude Manifesta/PSOL
Movimento Luta de Classes
Núcleo Rita Quitéria do PT - Jd. Nova Cidade/Guarulhos
Núcleo Florestan Fernandes - PSOL Bairro do Butantã
Núcleo PSOL - Parque Jurema/Guarulhos
Núcleo de Assistentes Sociais de Guarulhos
Núcleo Carlos Marighella do MST
Perifatividade
Oposição Sindical Servidores em Luta - Município de São Paulo
Oposição Sindical - Servidores Públicos de Guarulhos
Unidade Classista
São Mateus em Movimento
Vereador Toninho Vespoli PSOL - SP