Boa tarde!           Sábado 21/10/2017 17:32
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home | Diretoria | Boletim | Associe-se | Fale conosco | Mapa do Site | Webmail               

• 4/10/2017 - quarta-feira

Movimentos se unem e cobram
melhorias na rede básica

Movimentos sociais, representantes da Diocese de Guarulhos, Conselheiros Municipais da Saúde, Servidores do setor e usuários da rede pública de saúde realizaram na manhã desta quarta (4) um ato no Paço Municipal, a fim de cobrar ampliação no orçamento da Pasta. O setor sofre com a restrição de recursos e faltam medicamentos, material de trabalho, além de leitos nos hospitais. A manifestação teve apoio do nosso Sindicato.

O diretor Rogério de Oliveira, que também é conselheiro municipal, critica: “Sempre que falta medicamento, os Servidores sofrem, porque eles se sentem culpados por um erro que é do governo. A culpa disso é da Prefeitura. Nós precisamos dar um prazo pra que a gestão nos de uma resposta. A briga é por mais verbas na saúde”.

Para o presidente Pedro Zanotti Filho, a Prefeitura precisa assumir sua responsabilidade, garantindo as condições para o funcionamento da saúde pública no município. Ele denuncia: “A Secretaria de Saúde tem um rombo estimado em R$ 120 milhões. Inclusive, eles alegam que não pagaram as horas extras de setembro e outubro porque não têm dinheiro. A metade dos remédios da rede pública está esgotada. Está faltando leito. Está faltando tudo”.

Representantes dos movimentos populares reclamaram da falta de fraldas nas paróquias e até pedido das UBS’s para lavar e reaproveitar as seringas de insulina para diabéticos.
 
Os movimentos foram recebidos pelo secretário de Governo, Carlos Soler, e pelo secretário da Saúde, Sérgio Iglesias, que elogiou o ato: “Foi bem organizado. A comunidade está de parabéns. Foi democrático. É direito da população cobrar e exigir o que tem direito. Ela paga seus impostos e nosso salário. Nesta forma é que as coisas caminham para frente”.

Participaram da reunião os diretores Ricardo da Silva, Rogério de Oliveira, Leandro Martins, Denilson Bandeira, Renata Grota, Viviane Lourenço e Ivandro Moreira. A Federação dos Servidores de São Paulo (Fesspmesp) também esteve representada, com a presença do presidente Aires Ribeiro.

Prefeito - No final do ato, foi formada uma comissão com representantes da Saúde e programada uma reunião com o prefeito Guti na próxima quarta (11), no Paço Municipal.


Movimentos cobraram ampliação e efetivação no orçamento da Secretaria de Saúde