(11) 2468-2607 / 2468-2608

Quem somos

Stap: sempre na luta por melhorias na vida do Servidor

Fundado no dia 2 de dezembro de 1988, o Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública Municipal de Guarulhos (Stap), que abrange Servidores da Prefeitura, SAAE, Ipref, Câmara Municipal e Proguaru completa, em 2013, 25 anos de lutas e batalhas por melhorias para o funcionalismo público.

Essa história, marcada por conquistas e a construção de um grande patrimônio, exigiu coragem dos Servidores.

Com o Golpe de 1964, a sindicalização dos Servidores Públicos foi tolhida pela violência. Mas a categoria resistiu e, por meio das associações de classe, mesmo com as restrições, lutou pela volta da democracia. Foi uma luta árdua, que teve seu corolário em outubro de 1988, com a promulgação da Constituição, que restabeleceu o Estado de Direito e devolveu ao Servidor o direito à livre associação sindical.

Em Guarulhos, a categoria não perdeu tempo, se rearticulou rapidamente e fundou o Sindicato dois meses após a reconquista desse direito. Funcionando provisoriamente na sede da Associação dos Servidores (ASMMEG), a entidade logo se filiou à Central Única dos Trabalhadores (CUT).

Pouco tempo depois, veio a primeira conquista: a sede própria, na avenida Esperança 840, Vila Progresso, mesmo local onde permanece até hoje – após uma grande reforma iniciada em outubro de 2011 e reinauguração em junho de 2012.

Em 28 de outubro de 1989, o Stap sofreu um duro golpe. Devido a problemas administrativos, o Sindicato sofreu uma intervenção. Assumiram a direção da entidade, como interventores, Edmir de Azevedo, João Carlos Biagini, Hélio Lopes Araújo, Darcio Pitorri, Valdecir de O. Pinto e Paulo Sérgio Rodrigues Alves.

A intervenção levou a diretoria da época a se reunir no Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Alimentação (Rangando), utilizando suas instalações como base para continuar atendendo os Servidores com dignidade. A intervenção durou até dezembro de 1991. No ano seguinte, foi eleita a primeira diretoria da entidade. O presidente que assumiu à época foi o atual prefeito Sebastião Almeida.

Linha de tempo

Chapa ‘União’ (1992 a 1993)

Presidente: Sebastião Alves de Almeida
Diretoria: Reginaldo Sobral de Mello, Rosangela A. Terranova, Gilberto Calixto, Wagner Stort, entre outros.

Em sua gestão, Almeida elaborou um novo estatuto para a entidade, alterando o mandato de dois para três anos.

Gestão ‘União’ (1994 a 1996)
Presidente: Sebastião Alves de Almeida
Diretoria: Élson Roberto de Souza, Erotildes L. Ferreira, Ulisses da Silva, Élson de Souza Moura, Gilberto Calixto.

Com a reeleição da chapa União manteve-se a mesma linha de trabalho.

Gestão ‘União’ (1997 a 1999)
Presidente: Pedro Moysés S. Filho
Diretoria: Cristiane Silva, Erotildes L. Ferreira, dentre outros.

Neste ano, Almeida deixou a presidência e assumiu em outro cargo.

Gestão ‘União’ (2000 a 2002)
Presidente: Paulo Victor Novaes
Diretoria: José Nascimento, Márcia Simone A. dos Santos, entre outros. 

Durante o mandato, a diretoria se desentendeu e rachou, formando mais um bloco de oposição interna.

Gestão ‘Servidor na Luta!’ (2003 a 2005)
Presidente: Élson de Moura
Após vários anos de gestão, a chapa 'União' perdeu as eleições para a oposição. A chapa ‘Servidor na Luta!’ contava com alguns ex-diretores da diretoria 'União'.

Essa gestão também teve alguns desentendimentos internos, culminando no plebiscito para desfiliação da CUT e da Federação (FETAM). A categoria optou pela desfiliação em agosto de 2005 e o Sindicato, então, se tornou independente, sem filiação formal a uma Central Sindical. A eleição de 2005 marca uma virada histórica e a filiação à Força Sindical.

A eleição foi muito disputada, com cinco chapas inscritas. A decisão se deu em segundo turno e a vitória ficou com a Chapa 2 ‘Ação e Reconstrução’, liderada por Francisco Jair de Souza Lima, com ampla vantagem sobre a chapa cutista.

No pleito, integrantes das diretorias anteriores tentaram voltar ao comando da entidade, mas a categoria optou pela mudança e deu maciça votação à Chapa 2, que contou com o apoio de outros Sindicatos e da Força Sindical.

Gestão ‘Ação e Reconstrução’ (2006 a 2008)
Presidente: Francisco Jair de Souza Lima

Diretoria: Denilson Bandeira, Pedro Zanotti Filho, José Pereira Galvão, José Carlos Corrêa, Ivandro Moreira, Célio Cruz, Luís Celson Santana e Rita Bomfim dos Santos, entre outros.

Por conta do bom trabalho feito e a conquista de direitos para os Servidores, adotando postura de independência, a chapa foi reeleita em 2008, desta vez, para quatro anos de mandato, após alteração estatutária aprovada por ampla maioria da categoria.

Gestão ‘Ação e Reconstrução’ (2009 a 2012)
Presidente: Francisco Jair de Souza Lima
Diretoria: Denilson Bandeira, Pedro Zanotti Filho, Ivandro Moreira, Renata Grota, Ricardo da Silva e Célio Cruz, entre outros.

Após acertar na primeira gestão, essa diretoria prosseguiu o bom trabalho com conquistas importantes. A diretoria também iniciou em 2011, com apoio dos trabalhadores, a reforma geral da sede. Em junho de 2012, inteiramente remodelada, foi inaugurada a nova sede, mais ampla e com estrutura à altura da importância do Servidor, em um espaço de 750 metros quadrados de área construída.

Houve eleição nos dias 13 e 14 de setembro de 2012. A Chapa ‘Sindicato forte - Sempre com o Servidor’, formada por integrantes da gestão ‘Ação e Reconstrução’ e reforçada por lideranças emergentes da categoria, foi eleita com 2.437 votos para um mandato de quatro anos. Na presidência, o Servidor concursado dos quadros da Saúde Pedro Zanotti Filho.

Gestão ‘Sindicato Forte - Sempre com o Servidor’ (2013 a 2016)
Presidente: Pedro Zanotti Filho
Diretoria: Rogério de Oliveira, Francisco Jair de Souza Lima, Leandro Martins da Silva, Ricardo da Silva, Sérgio Ricardo Gomes da Silva e Ivandro Moreira, entre outros.

Para dar continuidade às grandes conquistas iniciadas em 2006, a atual diretoria tem grandes desafios, como lutar pela permanente valorização do Servidor.

Gestão ‘Sindicato Forte - Sempre com o Servidor’ (2017 a 2021)
Presidente: Pedro Zanotti Filho
Diretoria: Rogério de Oliveira, Ricardo da Silva, Renata Fernanda Lopes Grota, Ivandro Moreira, Francisco Jair de Souza Lima, Leandro Martins da Silva, Sara Santana, Sérgio Luiz Leite, Luiz Carlos de Oliveira Tenrreiro (Peninha), Viviane Lourenço da Silva, Daniel Penha Freitas, Paula Vieira Geraldelli, eli Edgar dos Santos, Luciana Feitosa da Silva, entre outros.

São 22 Servidores, todos concursados, dos mais diversos setores da Administração Municipal.
É gente de luta, comprometida com a valorização do funcionalismo e o fortalecimento dos serviços públicos.



Diretoria ‘Sindicato Forte - Sempre com o Servidor’

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home