Boa tarde!           Sábado 21/10/2017 17:33
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home | Diretoria | Boletim | Associe-se | Fale conosco | Mapa do Site | Webmail               
• 6/10/2017 - sexta-feira

Servidores se queixam de proteção
e favorecimentos indevidos



As perseguições na Guarda Civil Municipal se repetem. Com frequência, Servidores do setor têm procurado o Sindicato para fazer queixas da ocorrência de inúmeros casos de práticas não recomendáveis na condução de medidas administrativas.

São reclamações referentes a cotas de horas extras, dificuldade na escolha dos dias de folga e marcação de férias. “Há denúncias que as horas extras estão restritas a protegidos de superiores hierárquicos. Precisamos combater esse tipo de prática e não aceitar retrocessos”, alerta nosso diretor Leandro, que é Servidor da GCM.

De acordo com Leandro, a Secretaria de Segurança Pública tem uma cota de horas extras para utilizar ante eventuais necessidades. Porém, elas estariam sendo usadas para beneficiar alguns poucos privilegiados.

Outro problema, recorrente, se diz respeito a consultas nas folgas. "A chefia está pressionando a marcarem consultas médicas ou a dentistas só nos dias de folgas. Para quem depende do SUS, como vai fazer", questiona.

Denuncie - Pressão e assédio são inaceitáveis. “Caso esteja passando por algum problema em sua inspetoria, denuncie”, orienta o diretor.

O Departamento Jurídico irá apurar todas as denúncias e combater qualquer prática de divisão dentro da categoria. Ligue para 2468.2607 e fale com Leandro.

Não aceite perseguição e assédio!