Boa tarde!           Sábado 21/10/2017 17:32
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home | Diretoria | Boletim | Associe-se | Fale conosco | Mapa do Site | Webmail               

• 4/10/2017 - quarta-feira

Conquista é fruto da mobilização
dos Educadores e Sindicato

A Prefeitura pagará dia 11 o montante integral da dívida com os Educadores, que somam mais de sete mil Servidores. O valor deve superar R$ 30 milhões, que fazem parte de parcelas referentes a extensão de jornada (exercício 2016) que não foi paga, gratificação de mérito, equiparação entre PEI e PEB (última parcela) e evolução na carreira – que o Sindicato já tinha obtido vitória na Justiça, mas a Administração alegava falta de recursos para pagar.


Presidente Pedro reunido com o prefeito Guti e representantes da administração

O acordo, que definiu as condições do pagamento, foi confirmado nesta quarta (4), durante reunião entre nosso presidente Pedro Zanotti Filho e o prefeito Guti, no gabinete (encontro foi transmitido ao vivo. Veja abaixo).

Pedro destaca que os benefícios (gratificação, equiparação etc.) foram obtidos por meio de lutas dos Educadores e do nosso Sindicato. “Foram anos de duras batalhas, que envolveram manifestações, passeatas e greves, até garantirmos todas essas conquistas. Atrasar o pagamento é punir o Servidor que se empenha na educação de nossas crianças”.

“É uma grande vitória da categoria. Essa é uma dívida muito grande. Visitamos mais e 50 escolas falando sobre esse passivo. Todos os Professores cobravam. O Stap, em nenhum momento, deixou de fazer essa cobrança”, acrescenta.

Na terça (3), nosso presidente protocolou ofício no Paço Municipal para cobrar os débitos mais uma vez. O Sindicato fez esse movimento depois das declarações dadas na semana passada pelo vice-prefeito Alexandre Zeitune – então secretário da Educação, revelando que a Pasta dispunha de recursos para fazer frente à dívida com os Educadores. “Queria agradecer ao prefeito em ter respondido o ofício pessoalmente”, diz Pedro.

Após a reunião no Paço, o prefeito também se manifestou. “Quero garantir que no dia 11 vamos conseguir fazer todos os pagamentos que são incontroversos, tudo aquilo que é possível pagar. E depois vamos nos adequando conforme os cálculos forem chegando. Dia 11 pode ter certeza que vamos pagar. É uma vitória do trabalhador guarulhense e do Sindicato que vem dialogando bastante”, declarou Guti.

Passivo - A dívida deve superar R$ 30 milhões. Nesta quinta (5), haverá reunião do Sindicato com gestores da Prefeitura para ajustar as diferenças e apurar os valores efetivos.

Informações - No Sindicato, ligue 2468.2607. Fale com um de nossos diretores.